BRASIL MANTÉM ECONOMIA ABERTA, MAS TEM MENOR TAXA DE MORTALIDADE POR CORONAVÍRUS DO QUE OS ESTADOS UNIDOS

A depressão econômica na América poderia ter sido evitada

BRASIL MANTÉM ECONOMIA ABERTA, MAS TEM MENOR TAXA DE MORTALIDADE POR CORONAVÍRUS DO QUE OS ESTADOS UNIDOS

Apesar de deixar sua economia aberta, o Brasil tem uma menor taxa de mortalidade (mortes por milhão) do que os Estados Unidos, que fecharam completamente sua economia sob a orientação do Centro de Controle de Doenças e Institutos Nacionais de Saúde para combater o surto de coronavírus.

Os EUA sofreram mais de 8.500 mortes por coronavírus e 6,6 milhões de americanos entraram com pedidos de subsídio de desemprego após a paralisação econômica.

Enquanto isso, o Brasil teve 405 mortes e ainda é economicamente viável.

De acordo com o Worldometer , isso significa:

Os EUA tiveram 26 mortes por milhão de pessoas, enquanto o Brasil teve 2 mortes por milhão de pessoas.

Da mesma forma, a Suécia também manteve sua economia aberta, e sua taxa de mortalidade é apenas ligeiramente superior à dos EUA, com 37 mortes por milhão de pessoas.

Esses dados sugerem que os EUA poderiam manter sua economia aberta ao combater o coronavírus, já que a taxa de mortalidade provavelmente seria aproximadamente a mesma, talvez até menor.

Mas encerrar a economia é exatamente o que o establishment queria criar a dor máxima antes das eleições presidenciais de 2020.

O presidente Trump enfatizou repetidamente que deseja reabrir a economia o mais rápido possível.

"Queremos terminar esta guerra", disse Trump no sábado, durante um briefing da Casa Branca. "Temos que voltar ao trabalho."

"Temos que abrir nosso país novamente", disse ele. "Não queremos fazer isso por meses e meses e meses."